Lapidando...

Pesquisa e tendências digitais para 2020: Dicas como usá-las

Pesquisa e tendências digitais para 2020: Dicas como usá-las

Pois é 2020 se resume em INOVAÇÃO, PERSONIFICAÇÃO e ADAPTAÇÃO.

         Para que tem seu negócio, principalmente para quem trabalha com marketing digital, sabe muito bem que tempo é dinheiro e estar antenado nas tendências é de suma importância e nos traz uma previsibilidade. 

Previsibilidade contrasta muito bem com mercado que estamos inseridos, isso significa se comportar de acordo com o mercado.

         A principal tendência de todas, senão a maior delas é a pesquisa por voz. Assistentes de voz, já estão muito presentes em nossa vida. Quem nunca já ouviu falar na Alexa, Siri e Google? Essa tecnologia já é realidade em muitos países no mundo e vem crescendo também aqui no Brasil.

         Segundo a ComScore em 2020, 50% das buscas serão feitas por voz. Outros dados interessantes da WIX, apontam que 2  de 5 pessoas afirmam que os dispositivos ativados por voz são essenciais em suas vidas, que 55% dos adolescentes e 44% adultos fazem o uso diário de pesquisas por voz e 19% que possuem o sistema operacional IOS usam esse recurso pelo menos uma vez por dia. Portanto, investir em criação de conteúdos de áudios conhecidos como podcasts e vídeo marketing é essencial.

       Investir cada vez mais em dispositivos móveis. A projeção do mercado é de que em 2023, a população usará esses dispositivos em 93% em Smartphones, 6% em Tablets e 3% em Smartphones.

Apps de delivery estarão em alta e terão as principais interações pelo mobile.

Telegram, lembra dele? Essa ferramenta será de extrema importância, pois dispõem de chats privados e funcionais de geração de leads, isso porque ele tem funcionalidades que o Whatsapp, seu concorrente direto não tem! Existem especialistas que dizem ser a morte definitiva do e-mail marketing.

         Fazendo um paralelo entre o Whatsapp e o Telegram, não com intuito de comparação, mas em relação a números. O Whatsapp disponibilizou uma pesquisa trazendo dados recentes surpreendentes do aplicativo. No mundo mais de 1,5 bilhões de pessoas usam o aplicativo, 65 bilhões de mensagens são enviadas por dia e a troca de informação, ou seja, mensagens trocadas entre pessoas e empresas por dia passam de 102 milhões.

         Pensou que os famosinhos da internet iam ficar de fora? Claro que não! 

         Muitos falaram que eram só uma onda momentânea, mas pelo que parece eles vieram para ficar. A utilização dessa ferramenta humana só precisa de duas coisas: a identificação com sua marca/empresa e o orçamento que caiba no bolso, pois ela está ficando cada vez mais cara. Os famosos influenciadores digitais vieram para ficar. 

O desafio é se manter ligado a quem está emergindo e quem está perdendo seguidores. Você também precisa escolher aqueles que têm identificação com a empresa e que caibam no seu orçamento. De acordo com relatório da Elderman, 63% dos consumidores confiam muito mais nas opiniões dos influenciadores sobre os produtos, do que as marcas dizem sobre si mesmas. Além disso, 58% das pessoas compraram um novo produto nos últimos seis meses, devido à recomendação de um influenciador.

         Sem sombras de dúvidas o Instagram depois seguido do YouTube é a melhor rede social para usar influenciadores. O Facebook, detentora da marca Instagram dá dicas de como seu uso é de grande valia, como já dizia Karl Marx. 

Segundo a marca 85% das pessoas usam o app para descobrir novos serviços e marcas aqui no Brasil, a interação é algo imprescritível porquê 78% das pessoas usa para interagir com as celebridades e 73% para interagir com as próprias marcas. Isso não é incrível?   

Diminua o seu tempo de negociação, fale com o nosso time de consultores especialistas. >> Saiba mais.

Fechar Menu